Buscar
  • Responder Fazendo

Verás que tudo é mentira! Os dez anos do Cordão da Mentira

O Cordão da Mentira é um ato público que acontece no Primeiro de Abril nas ruas do centro de São Paulo para denunciar as violências do Estado contra a população marginalizada e os movimentos sociais em luta.

Cordão da Mentira - Foto: Divulgação - responderfazendo.com


Desde 2012, sob a forma de desfil&scracho, o Cordão da Mentira denuncia as torturas, assassinatos e desaparecimentos forçados do passado e do presente. Nos últimos dez anos construiu diversos atos com os sobreviventes das violências perpetradas por este longo processo de (des)construção simbólica chamado Brasil, entre eles as populações indígenas e negras, os corpos das mulheres e dos transexuais, a vida operária, sem-terra e sem-teto: os condenados da terra.

Em 2022 o Cordão da Mentira comemora 10 anos e voltará a colocará o bloco na rua para lembrar os crimes de Estado do passado e do presente, destacando os 15 anos dos Crimes de Maio, a maior matança ocorrida após o processo de redemocratização e os 30 anos do Massacre do Carandiru, a maior carnificina prisional de nossa história. Estes dois acontecimentos marcaram a história do país e apontaram os limites do processo de redemocratização que então se construía.

Neste cenário, teremos a participação do Movimento Mães de Maio e de mães de vítimas de violência do Estado de Santos, Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo, além de familiares de mortos e desaparecidos da ditadura, lideranças indígenas (Sônia Ara Mirim e Casé Angatú), lideranças do Movimento Negro Unificado (MNU), Padre Júlio Lancelotti, MST, MTST, homenagem ao camarada Alípio Freire, grupos de teatro, sambistas do Cordão, Quilombaque e o Bloco Agora Vai.

Esta ação foi fomentada pelo projeto "O tempo somente é porque algo acontece e onde algo acontece, o tempo está" do grupo Folias d'Arte, contemplado na 36ª Edição do Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo. Decerto, o maior valor dessa luta é a solidariedade e a imaginação para transformar o que aí está. No 1º de abril de 2021, o Cordão da Mentira aconteceu de forma virtual. Criticamos o autoritarismo brasileiro, denunciamos os apoiadores da ditadura e os crimes do atual governo e tivemos a participação de Lirinha, Ailton Krenak, Mães de Maio, Padre Julio Lancellotti, Cecília Coimbra, Kiko Dinucci, Roberta Oliveira e muitos músicos, poetas, grupos de teatro, sambistas do Núcleo Cupinzeiro, Projeto Nosso Samba e Terreiro Grande, lideranças, pensadores e movimentos sociais. Em 2022, é a hora de botar o bloco na rua!


SERVIÇO:


ATO: Verás que tudo é mentira. Os 10 anos do Cordão da Mentira.

Data: 01/04/2022, sexta

Horários: 16h – Concentração no Galpão do Folias

16h30 – Cortejo até o Theatro Municipal

17h – Esquentando os tamborins – Início do ato político e cultural

18h – Saída do desfil&scracho

Locais: 16h – Galpão do Folias – Rua Ana Cintra, 213 – Santa Cecília

17h – Theatro Municipal – Praça Ramos de Azevedo, s/n – República

Evento no facebook: https://fb.me/e/2hyGGclkt


Informações e contatos:

instagram: @galpaodofolias | @cordaodamentira