Buscar
  • Responder Fazendo

Projeto Trem Selvagem reúne dois solos de Denise Dietrich e Bruna da Matta no Teatro de Contêiner

Atualizado: 14 de jun.

Aquele Trem é dirigido por Erica Montanheiro e Selvageria: O Nascimento do Outro, por Maria Giulia Pinheiro. Ambos estreiam dia 18 de junho de 2022.

Aquele Trem - Foto: Marcelle Cerutti - responderfazendo.com


As experiências pessoais das atrizes Denise Dietrich e Bruna da Matta resultaram nos solos Aquele Trem, protagonizado pela primeira e dirigido por Erica Montanheiro, e Selvageria: O Nascimento do Outro, estrelado pela segunda e dirigido por Maria Giulia Pinheiro.


Os dois trabalhos podem ser conferidos no projeto Trem Selvagem, que estreia no dia 18 de junho no Teatro de Contêiner, com apresentações aos sábados, aos domingos e às segundas, às 19h e às 20h30, respectivamente.


Em cena, a partir de seus diferentes olhares e vivências, as atrizes-criadoras discutem vários temas relacionados ao sentimento de abandono, exaustão, desejo de liberdade e medo. Elas investigam questões como o que se espera de uma menina e o que se exige de uma mãe. E o resgate de suas memórias vai reconstruindo o caminho até as mulheres que são hoje.


A proliferação dos solos femininos


Após a temporada de Trem Selvagem, o Teatro de Contêiner abre uma mostra apenas com solos femininos. “Existe uma proliferação de solos femininos porque as mulheres estão precisando contar as suas narrativas, mas não é só isso”, afirma a diretora Erica Montanheiro.

.

Aquele Trem


No solo autoficcional Aquele Trem, Denise Dietrich buscou as lembranças da sua criação, os abusos e a alienação parental. Assuntos quase não falados numa época quando os castigos físicos se justificavam no discurso social e religioso como formas de amor. Como esses traumas nos transformaram em quem somos hoje? O que fazemos com o que fizeram de nós? São questões que permeiam o espetáculo.


Ficha Técnica

Texto e atuação: Denise Dietrich

Direção: Erica Montanheiro

Direção de Movimento: Bruna Longo

Luz: Gabriele Souza

Operação de Luz: Luciana Silva

Cenografia e Arte: Kleber Montanheiro

Videoarte: Julia Rufino

Trilha: Erica Montanheiro

Fotos: Marcelle Cerutti

Assessoria de Imprensa: Pombo Correio

Selvageria – O Nascimento do Outro


Doença, acidente, violência: a maternidade inaugura a percepção do mundo como um lugar inóspito, e aguça os sentidos para identificar quem é "dos meus" e quem é "o Outro". A partir da autoficção, Bruna da Matta relaciona sua experiência com a maternidade e o desmascaramento de nossa cultura colonial.

Selvageria - O Nascimento do Outro - Foto: Marcelle Cerutti


Ficha técnica: Dramaturgia, concepção, atuação e produção: Bruna da Matta Direção geral e dramaturgismo: Maria Giulia Pinheiro Direção de cena: Dandara Azevedo Preparação de corpo e voz: Natália Nery e Dandara Azevedo Figurino: Éder Lopes Iluminação: Luciana Silva Sonoplastia: Jo Coutinho Operação de luz: Decoff Videomapping: Vic Von Poser Assis. de produção: Helena Fraga Fotos: Marcelle Cerutti Arte: Vic Moliterno


Serviço

Trem Selvagem

Temporada: 18 de junho a 4 de julho

De sábado a segunda, às 19h (Aquele Trem) e às 20h30 (Selvageria)

Teatro de Contêiner - Rua dos Gusmões, 43, Luz

Ingressos para os dois solos: R$40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada)