Buscar
  • Luiz Vieira

O Último Concerto Para Vivaldi

Espetáculo estreia no dia 27 de maio no Centro Cultural da Diversidade (CCD) reabrindo as atividades presenciais com público do espaço, após dois meses fechado pela pandemia

O Último Concerto Para Vivaldi - Foto: Cléber Corrêa - Responder Fazendo 2021


O “Último Concerto para Vivaldi” conta o último ano na vida de um professor de matemática universitário e um violinista profissional que ensaia um concerto de “As Quatro Estações” de Vivaldi. Um deles está com uma doença terminal incurável e tem apenas um ano de vida. Eles decidem transformar a casa em que moram em um hospital para que possam viver juntos durante este período.

O casal é assistido por Adilah (Amazyles de Almeida), uma enfermeira muçulmana que deixou o seu país após perder toda a sua família num confronto. Com o agravamento da doença vem uma descoberta que pode abalar a relação de Anton (Bruno Perillo) e Ben (Michael Waisman). Um deles se inscreveu num programa de morte assistida e precisa que o outro assine a documentação para que o procedimento aconteça. Neste embate entre vida e morte, o espectador é testemunha da difícil decisão entre antecipar ou não a partida quando o fim está próximo.


A peça tem texto e direção de Dan Rosseto, em seu trabalho mais autoral. No elenco estão os atores Amazyles de Almeida, Bruno Perillo e Michael Waisman.

“O Último Concerto para Vivaldi” fecha um ciclo de obras de Dan Rosseto, iniciado com “Manual para Dias Chuvosos” em que o tema morte tem forte importância em sua obra. A peça é um drama em quatro quadros (Primavera, Verão, Outono e Inverno), passando pelas “As Quatro Estações de Vivaldi” e os estágios da doença que nos faz chegar até a morte. Na obra além da discussão sobre o tema, temos um outro assunto relacionado que é morte assistida e a sua discussão sobre ela.

“O Último Concerto para Vivaldi” é um texto realista que conta um pouco sobre a vida de Anton e Ben que vivem juntos há onze anos. O primeiro, matemático, professor universitário e pesquisador reconhecido. O segundo, um violinista profissional que toca em uma orquestra sinfônica e ensaia para um concerto de “As Quatro Estações” em homenagem a Vivaldi. Morando juntos desde que se conheceram, eles transformaram a casa onde vivem em um hospital com poucos equipamentos após a descoberta de uma doença grave em um deles, fazendo com que o outro viva os últimos meses ao lado do parceiro, como uma despedida.

Convivendo juntos e trabalhando em casa, eles passam as horas relembrando momentos de suas vidas, traçando um panorama sobre o comportamento dos casais no mundo contemporâneo, a convivência entre dois homens e tudo o que compreende esta condição. A medida que as estações do ano avançam, a doença se agrava e o público sabe enfim quem está se despedindo da vida.

O texto também relembra os anos de relação do casal, passando por momentos de ciúmes, reflexões importantes sobre o papel na sociedade, as escolhas de cada um, arte, viagens, entre outros assuntos. Eles revivem em um ano, durante as quatro estações momentos marcantes de suas vidas.

É importante ressaltar que esta obra fala de amor, em qualquer que seja a sua instancia. E não trata do tema de forma a levantar bandeiras políticas ou sociais, apenas narra a relação de dois homens maduros e independentes que lutam dia após dia para um deles morrer dignamente, com a aliança e pacto de serem felizes por um ano ou até o término das quatro estações.

“O Último Concerto para Vivaldi” foi contemplado na pela Lei Emergencial Aldir Blanc, Inciso III, módulo I: Maria Alice Vergueiro; da Secretaria Municipal de Cultura da cidade de São Paulo.

FICHA TÉCNICA:

Texto e direção: Dan Rosseto

Direção de produção: Fabio Camara

Assistente de direção: Larissa Ferrara

Elenco: Amazyles de Almeida, Bruno Perillo e Michel Waisman

Figurinista: Thaís Boneville

Iluminador: César Pivetti

Cenografia: Dan Rosseto, Fabio Camara e Thaís Boneville

Visagista: Louise Hèlene

Cenotécnico: Matheus Fiorentino Nanci

Preparação vocal: Gilberto Chaves

Preparação corporal: Giovanna Marqueli

Operador de luz: Jackson Oliveira

Operador de som: Beto Boing

Costureira: Lili Santa Rosa

Fotos estúdio: Cléber Corrêa

Fotos ensaio: Felix Graça

Arte gráfica: André Kitagawa

Redes Sociais: Kyra Piscitelli

Assessoria de imprensa: Fabio Camara

Produção: Applauzo Produções e Lugibi Produções


SERVIÇO:

LOCAL: CCD - Centro Cultural da Diversidade (Rua Lopes Neto, 206 – Itaim Bibi), 35 lugares. Acesso a deficiente.

DATA: 27/05 até 05/06 (Quinta, sexta e sábado 20h)

INGRESSOS: Gratuito.

INFORMAÇÕES: 11 3074 3438 e @oultimoconcerto

DURAÇÃO: 90 minutos

CLASSIFICAÇÃO: 12 anos