Buscar
  • Luiz Vieira

Grupo Caleidoscópio estreia espetáculo de teatro de objetos dia 23 de abril gratuito pelo YouTube

Solo do ator João Bresser DO JEITO CERTO – UM ATO SOBRE O AMOR é a primeira montagem do grupo paulista para o teatro adulto. Com apresentações online, espetáculo coloca em cena a questão do machismo nas relações amorosas

Foto: Arô Ribeiro.


Um único ator em cena prepara receitas com frutas, para receber a sua amada. Enquanto apronta os pratos, fala de suas experiências amorosas, fazendo metáforas entre as frutas, receitas e relações afetivas. DO JEITO CERTO – UM ATO SOBRE O AMOR, que estreia dia 23 de abril, sexta-feira, às 21h, no canal do YouTube do Grupo Caleidoscópio, utiliza de maneira inusitada a linguagem do Teatro de Objetos para uma reflexão sobre a presença do machismo nas relações amorosas.

Com dramaturgia de Renato Mendes e direção de Lilian Guerra DO JEITO CERTO – UM ATO SOBRE O AMOR é o primeiro espetáculo adulto do Grupo Caleidoscópio que comemora 17 anos de trajetória. Em cena e rodeado de frutas, o ator João Bresser dá vida a um homem que precisa desconstruir seu lado machista para aprender a se relacionar com sua parceira sem nenhuma opressão.

DO JEITO CERTO – UM ATO SOBRE O AMOR procura uma abordagem diferente para o tema do machismo a partir do Teatro de Objetos, uma linguagem pouco encenada no Brasil. Com muita sutileza, o texto cria metáforas entre as receitas preparadas e as possibilidades de relações amorosas, promovendo a reflexão do personagem sobre as suas escolhas.

Para o ator João Bresser, o grupo escolheu a linguagem do Teatro de Objetos para abordar as relações amorosas, devido ao rico universo de metáforas que essa técnica possibilita. “O público é envolvido em um jogo cênico e ao longo da apresentação, começa a associar, compreender e decifrar o que realmente o personagem está dizendo com aquelas receitas. Dessa forma, é conduzido a perceber e sentir de maneira mais profunda os temas propostos”, explica ele.

Frutas e objetos de cozinha

Maçãs, laranjas, bananas, uvas, morangos, pêssegos, ameixas e abacaxi, além de copos, taças, facas, bandeja e um liquidificador e um espremedor de frutas vintage estão entre os objetos manipulados durante o espetáculo, que acontece em cima de uma mesa de dois metros de comprimento, e que ao longo da apresentação vai diminuindo de tamanho. Deslocados de sua função original, esses objetos e adereços vão ganhando novos significados com a manipulação do ator.

A partir da linguagem do Teatro de Objetos e com as receitas como mote, o ator João Bresser e a diretora Lilian Guerra formularam ações nas quais o objeto e sua animação, condução e parceria no jogo cênico provocam a teatralidade necessária, “mostrando”, por meio das receitas, as memórias e experiências do personagem frente a condução de seus relacionamentos amorosos.

Para a diretora a linguagem de Teatro de Objetos empresta a escala cinematográfica e o encontro com universo da cozinha e gastronomia, que já são sugestivos, inspiram novas imagens. “Tudo é trabalhado a partir da relação do ator com frutas e receitas, de sucos a saladas, reforçando o caráter poético teatral por meio da linguagem simbólica e metafórica do preparo de um jantar, que, aos poucos, revela ao público surpresas sobre os significados, os gostos e a relação entre a personagem de cena e as personagens ocultas”, conta Lilian Guerra.

Processo colaborativo

A dramaturgia de DO JEITO CERTO – UM ATO SOBRE O AMOR, escrita por Renato Mendes, foi construída durante os ensaios a partir das improvisações do ator com os objetos. Juntos – ator, direção e dramaturgia – mergulharam em um intenso processo colaborativo, no qual tudo começa com uma ideia que pode vir de um dos três.

A partir desses expedientes, movimentou-se a escrita, selecionando e ordenando os momentos e traduzindo em palavras determinadas sensações causadas pelo exercício de cena, produzindo assim as falas. “Em se tratando da estética do Teatro de Objetos, busca-se sempre que a ação emane da relação ator-objeto, vindo o trabalho sobre as palavras e a dramaturgia como um todo como potencializadores dessa força dramática essencial”, diz João Bresser.

Em diálogo com a dramaturgia, a iluminação se relaciona com o clima de cada receita, alterando as cores, focos e intensidades. Cada receita possui uma proposta de relação amorosa, e com as revelações e reflexões do personagem, a luz transita entre cores quentes e frias.

A trilha sonora passou por um processo de pesquisa e improvisos, sendo criada especialmente para DO JEITO CERTO – UM ATO SOBRE O AMOR. Sons, ruídos, efeitos e trechos de músicas são usados para fortalecer, intensificar, pontuar e enaltecer todos os momentos que o personagem percorre.

Sobre o Grupo Caleidoscópio

O grupo paulistano dedica-se a pesquisa do Teatro de Animação desde 2003, quando começa o processo de sua primeira criação. O espetáculo O Fantástico Laboratório do Professor Percival estreia em 2004 e utiliza a técnica do Teatro de Objetos. Num segundo momento, inicia-se uma nova pesquisa, tendo como inspiração e ponto de partida a vida do curioso bicho-da-seda. Utilizando a técnica do Teatro de Bonecos com música ao vivo, nasce em 2006, o espetáculo A vida mudada de um bicho mutante. Já em 2011, estreia o terceiro espetáculo, Andersen sem Palavras, inspirado em cinco contos de Hans Christian Andersen, que são representados através do Teatro de Sombras, sem palavras, tal um cinema mudo, onde imagens, figuras, silhuetas, luzes, sombras e músicas se unem para entreter e emocionar a plateia.


Para roteiro:

DO JEITO CERTO – UM ATO SOBRE O AMOR

Apresentações de 23 a 26 de abril, sexta-feira, às 21h; sábado, às 20h e 22h; domingo, às 19h e 21h e segunda-feira, às 21h, no canal do YouTube do Grupo Caleidoscópio. Duração – 50 minutos. Recomendado para maiores de 16 anos. GRÁTIS.

Com o Grupo Caleidoscópio. Direção – Lilian Guerra. Interpretação e Produção – João Bresser. Dramaturgia – Renato Mendes. Cenografia e Adereços – Alício Silva. Trilha Sonora – Rafael Salgado. Iluminação – Thatiana Moraes. Figurino – Rogério Pinto. Assessoria de Imprensa – Nossa Senhora da Pauta. Programação Visual – Walmick de Holanda. Produção Executiva – Mônica Raphael.