Buscar
  • Luiz Vieira

Diego Martins e Luccas Papp estreiam temporada digital de O Estranho Atrás Da Porta

A peça será filmada em tempo real por um operador que estará dentro da cena, trazendo ao teatro on-line uma sensação de “plano-sequência”, como se o espectador estivesse dentro da casa dos protagonistas. Espetáculo discute a questão das guerras santas e do preconceito

Foto: Davi Gomes.


Diferenças de crença, guerras santas, intolerância, empatia, convivência harmoniosa são assuntos que estão bem em pauta nos tempos de pandemia. Permeando essas camadas, Diego Martins e Luccas Papp fazem temporada de O Estranho Atrás Da Porta com somente quatro apresentações, de 7 a 15 de novembro, sempre aos sábados e domingos, às 19h. As sessões serão realizadas no palco do Viga Espaço Cênico (em SP), e transmitida ao vivo pelo Sympla streaming beta. A montagem tem texto e direção do próprio Papp, e ganhou cinco prêmios do 12º Festecar (Festival De Teatro De Carapicuíba) nas categorias de Melhor Espetáculo, Melhor Direção, Melhor Texto Original, Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Produção.


Na trama, Átila e Kalil são dois jovens cidadãos do Dicotrínio do Sul, país que foi dividido por um faraônico muro em meio a uma longa guerra santa que matou milhares de pessoas, incluindo o pai dos garotos. Eles cresceram sem nenhum contato com os vizinhos do norte, por quem nutrem sentimentos distintos. Enquanto Kalil quer conhecê-los e entender o motivo de tamanha intolerância entre as religiões, seu irmão mais velho não tem qualquer apreço pelos “nortistas”.


O espetáculo inicia-se dois dias após um bombardeio que caiu sobre a cidade em que residem, e a mãe, que saiu para fazer compras pouco antes do ataque, ainda não voltou. As dúvidas, medos e memórias dos dois irmãos são revelados até que se ouvem batidas na porta. A mãe deles, antes de sair, deixou claro que a porta não deveria ser aberta para ninguém, mas bilhetes vindos do lado de fora podem alterar para sempre as vidas e convicções desses dois jovens frutos da intolerância e da estupidez humana.

Foto: Davi Gomes.


“A peça é de 2014 e lida com a tolerância, como enxergamos o outro, em especial na questão religiosa. Faz refletir como uma pessoa com uma crença diferente ou de outro país é colocada como o mal. A nova geração é a responsável por diminuir essas barreiras. Tive como referência as grandes guerras santas pelo mundo, em especial entre israelenses e palestinos. O país fictício criado para a trama traz divisões e mostra como são utilizados diferentes nomes para a mesma coisa culminando em conflitos. Todos nós somos seres humanos e isso não é a prioridade em virtude de crenças”, conta Papp.


O projeto tem a responsabilidade de discutir a questão das guerras santas e do preconceito dando-lhe um aspecto contemporâneo. A cenografia minimalista conta com elementos precisamente escolhidos para simular a casa sitiada dos irmãos. A trilha sonora é compatível com o contexto melancólico da cena.


A peça será filmada em tempo real por um operador que estará dentro da cena, trazendo ao teatro online uma sensação de “plano-sequência”, como se o espectador estivesse dentro da casa dos protagonistas.

Foto: Davi Gomes.


LUCCAS PAPP


Formado em Filosofia pela FFLCH/USP, Luccas Papp tem mais de 20 textos registrados como autor teatral, como os premiados “O Estranho Atrás da Porta”, “A Trágica Antologia Familiar”, "O ovo de Ouro", e “O Canto de Ninguém”, recém indicado ao Prêmio Arcanjo de Cultura 2020. Foi professor e diretor de teatro da escola Fundação Bradesco por 8 anos até abrir sua própria oficina de atores em 2019 e agora sua Companhia Epílogo de Teatro em 2020. Atuou e dirigiu mais de 25 espetáculos. Na televisão, atuou em “Nove Milímetros”, na Fox, e foi antagonista em Brilhante FC, na Nickelodeon. Filmou “Eldorado”, média-metragem de Paula Goldman, e “Lula, o Filho do Brasil”, de Fábio Barreto. Esteve no ar no elenco de “A Mira do Crime”, no FX e na Record, e fez uma participação especial em “Felizes Para Sempre”, exibido pela Rede Globo e dirigido por Fernando Meirelles. Em 2018, estreou a novela “As Aventuras de Poliana” no SBT, interpretando o atrapalhado vilão Mosquito.


DIEGO MARTINS


Graduando em Artes Cênicas no Instituto de Artes UNESP, atua desde criança e foi indicado ao 5° Prêmio Bibi Ferreira como Ator Revelação por sua atuação em “A Era do Rock” como Franz Klinneman, musical produzido pela 4ACT. Recentemente integrou o elenco de “Peter Pan- O musical da Broadway” como Menino Perdido e cover de Peter Pan, além de fazer parte do elenco de “Beatles Num Céu de Diamantes”, da dupla Moeller & Botelho, e “70.DOC Musical- A Década do Divino Maravilhoso” com Baby do Brasil e As Frenéticas. Atualmente em cartaz com “O Despertar da Primavera” de Charles Moeller e Cláudio Botelho como Ernst, e como Thalia em “Brilha La Luna- O musical”. Na TV participou de publicidades para TIM, Bradesco, Samsung e ficou em 5º lugar no reality show musical “X FACTOR BRASIL” da Band, na Record TV chegou à semifinal do reality show musical “CANTA COMIGO”.


Serviço:

O ESTRANHO ATRÁS DA PORTA

Com Diego Martins e Luccas Papp

Temporada: De 7 a 15 de novembro. Sábados e domingos às 19h. Duração: 70 minutos. Classificação indicativa:  Livre. Ingresso mínimo: R$20,00. Demais valores: R$40,00, R$60,00 (Todos os ingressos dão acesso ao mesmo conteúdo, o valor escolhido fica por conta do cliente)

7 de novembro: https://www.sympla.com.br/o-estranho-atras-da-porta---0711__1005494

8 de novembro: https://www.sympla.com.br/o-estranho-atras-da-porta---0811__1005542

14 de novembro: https://www.sympla.com.br/o-estranho-atras-da-porta---1411__1005548

15 de novembro: https://www.sympla.com.br/o-estranho-atras-da-porta---1511__1005553


Ficha Técnica


Texto e direção: Luccas Papp. Elenco: Diego Martins (Kalil) e Luccas Papp (Átila). Contrarregragem: Tite. Cenografia, Trilha sonora, iluminação e produção visual: Luccas Papp. Operação de som e luz: Matheus Papp. Operação de câmera: Gabriel Enri. Fotografia: Davi Gomes. Figurinos: Daniel Morgado. Assessoria de Imprensa: Adriana Balsanelli e Renato Fernandes. Produção: LPB Produções

Premiações Do Espetáculo


12º Festecar (Festival De Teatro De Carapicuíba)


Prêmios: 

Melhor Espetáculo – 1º Lugar Melhor Direção (Luccas Papp) Melhor Texto Original (Luccas Papp) Melhor Ator Coadjuvante (Diego Martins) Melhor Produção (Lpb Produções)


Indicações:

Melhor Ator (Luccas Papp) Melhor Figurino Melhor Sonoplastia Melhor Cenografia Melhor Iluminação