Buscar
  • Responder Fazendo

Dança: Grupo Corpo Molde estreia espetáculo gratuito SAPIENS no Teatro Paulo Eiró no mês de julho

Com direção e coreografia de Renan Marangoni, espetáculo traz oito bailarinos em 10 cenas, sendo duas com interpretações em Libras.


A partir da necessidade de compreender a essência humana, debatendo sobre a construção de um corpo na era contemporânea, o Grupo Corpo Molde estreia o espetáculo SAPIENS. A montagem com direção e coreografia de Renan Marangoni e produção da MoviCena Produções Artísticas chega aos palcos com apresentações gratuitas de 1º a 3 de julho, sexta-feira e sábado às 21h e domingo às 19h, no Teatro Paulo Eiró e segue com sessões nos Teatros Arthur Azevedo (de 8 a 10 de julho) e João Caetano (de 14 a 17 de julho).

SAPIENS buscar refletir sobre o termo “sapiens”, que deriva do latim “homem sábio” levando em consideração a sociedade atual da qual o homem sobrevive sobre a falsa ideia de sabedoria.

Em cena, os oito bailarinos – Ane Caroline Matos, Amanda Vital, Camila Amaral, Fauston Della Flora, Jakeline Lima, Samuel Oorun, Tatiane Santos e Wallesson Gomes – propõem a reflexão por meio dos corpos sobre a construção deste termo.

Para Renan Marangoni, SAPIENS também se constrói com base na provocação: O que podemos construir, a partir das ruínas da cultura que sobrevive às necessidades de um país que não a reconhece? “Desse questionamento, o Grupo Corpo Molde, enquanto companhia de produção artística que dialoga com a realidade vivenciada pela cultura brasileira, começa a refletir como sustentar o trabalho artístico e como fazer com que a produção da cena da dança seja reconhecida com relevância”, explica o diretor e coreógrafo.

Além da dança

Atualmente o Grupo Corpo Molde desenvolve suas ações em seis pilares – Formação, Arte/Cultura e Políticas Públicas, História e Memória da Dança, Atuação Social, Sustentabilidade e Saúde e Bem-Estar. No início de 2022, o coletivo inaugurou sua sede, a Casa CM, localizada na Vila Prudente, zona leste da capital paulista. No segundo semestre o espaço começará uma série de atividades e iniciativas abertas ao público.

Contemplado pela 30ª edição do Programa Fomento à Dança da Cidade de São Paulo, o espetáculo integra o projeto Sapiens, que aborda questões “além da dança cênica”, como ações que se comunicam com as lutas presentes no coletivo: causas feministas, do movimento LGBTQIAP+, de bem-estar físico e mental e que discutam os meios de sobrevivência dentro do setor cultural.

SAPIENS trata dos aspectos positivos e negativos da essência humana e da evolução da construção social. Essa criação de uma sociedade complexa e cheia de demonstrações de poderes vem por décadas reforçando a composição de um único corpo, mas que não condiz mais com a contemporaneidade.

“Enquanto pesquisa cênica, SAPIENS alerta para a necessidade de olharmos para a constituição do ser humano se reconhecendo como um sujeito histórico e de forma consciente em suas noções de cidadania, identidade cultural, memória coletiva e principalmente de sua ancestralidade”, conta Renan Marangoni.

Chuva de folhas

Com trilha sonora de Frank Leocadio e Rubens Oliveira Martins, o espetáculo conta com a música Real Grandeza, de André Abujamra, que liberou a utilização da canção para a montagem. A cenografia, assinada por Rager Luan traz uma montanha de sete metros de comprimento com dois metros de altura, além de uma lua que irá simular um eclipse. Em uma das cenas, uma chuva de folhas cai sobre os bailarinos, que estarão vestidos com uma malha tingida com argila (figurinos de Guilherme Santos [Pimzera] e Sabrina Rodrigues) compondo com a maquiagem que segue a mesma padronagem da argila assinada por Pâmella Sgarbi. A iluminação fica a cargo de Kenny Rogers.

Serviço:

SAPIENS

Com o Grupo Corpo Molde

50 minutos | Livre | Gratuito

Dias 1º, 2 a 3 de julho, sexta-feira e sábado às 21h e domingo às 19h.

Teatro Paulo Eiró – Av. Adolfo Pinheiro, 765 – Santo Amaro, São Paulo. Telefone – (11) 5686-8440. Capacidade – 468 lugares.

Dias 8, 9 e 10 de julho, sexta-feira e sábado às 21h e domingo às 19h.

Teatro Arthur Azevedo – Av. Paes de Barros, 955 – Alto da Mooca, São Paulo. Telefone – (11) 2604-5558. Capacidade – 349 lugares.

De 14 a 17 de julho, quinta-feira a sábado às 21h e domingo às 19h.

Teatro João Caetano – Rua Borges Lagoa, 650 – Vila Clementino, São Paulo. Telefone – (11) 5573-3774. Capacidade – 438 lugares.

Direção e Coreografia – Renan Marangoni. Ensaiadores – André Santana e Rodrigo Cândido. Elenco – Ane Caroline Matos, Amanda Vital, Camila Amaral, Fauston Della Flora, Jakeline Lima, Samuel Oorun, Tatiane Santos e Wallesson Gomes. Formadores Convidados – Cris Yonezaki, Fernando Cartago, Lau Santos, Vagner Souza, Alisson Lima e Robson Lourenço. Provocação Cênica – Fernando Cartago e Jakeline Lima. Cenografia – Rager Luan. Iluminação – Kenny Rogers. Assistente de Cenografia e Iluminação – Tatiane Santos. Figurino – Guilherme Santos (Pimzera) e Sabrina Rodrigues. Maquiagem – Pâmella Sgarbi. Trilha Sonora – Frank Leocadio e Rubens Oliveira Martins. Trilha Bônus – André Abujamra. Fotografia – Victor Paris. Videomaker – Laio Rocha. Produção Geral – Jota Rafaelli (MoviCena Produções Artísticas). Produção Administrativa – Rafael Petri (MoviCena Produções Artísticas). Assessoria de Impressa – Nossa Senhora da Pauta. Parceira – Portal MUD. Produção – MoviCena Produções Artísticas. Assistente de Produção – Ane Caroline Matos e Jéssica Policastri. Realização – Grupo Corpo Molde, Cooperativa Paulista de Dança, Núcleo de Fomento à Dança Secretaria Municipal de Cultura da Cidade de São Paulo.