Buscar
  • Responder Fazendo

Artista cearense JOMA estreia como cantor com show que exalta cultura LGBTQIA+

Mesclando as linguagens artísticas apresenta músicas autorais de seu primeiro EP LOVE+ e grandes sucessos de Caetano, Ney Matogrosso e Glória Groove, com performance de drag queen.

Joma - Foto: Vitória Mantovani - responderfazendo.com


Crescido nos palcos como ator e performer, o cearense JOMA vai fazer sua estreia em shows com uma apresentação única de seu EP LOVE+ em São Paulo, no dia 16 de junho às 20 horas, no Centro Cultural da Diversidade. Para celebrar a cultura drag, JOMA convidou a artista Hannah Montada para fazer uma performance.


Além disso, o show também vai contar com um DJ. “Esse é o primeiro show que eu faço, significa um novo passo e uma nova vertente do artista que eu sou. Estou me redescobrindo”, comemora.

No palco, ele une as músicas que escreveu para o espetáculo homônimo apresentado no ano passado a canções que o moldaram como cidadão e artista. De seu EP, estão Frito, Berro, Agito; Paixão Repentina; Existo e Tô Vivo; e Metamorfose. Com pop e eletrônico bem dançantes, suas músicas falam sobre liberdade, transformação e amor.

E faz também covers de grandes canções do pop e da música popular brasileira: Sangue Latino (Secos & Molhados); Bateu a Química (Banda Sedutora); O Quereres (Caetano Veloso) e Vermelho (Gloria Groove). “Adicionei músicas que conversam muito comigo e minha trajetória, fizeram parte da minha história, me moldaram como sou. E elas complementam o show de forma dramática e teatral”, diz.

Muito presente em sua trajetória, as letras falam dos temas fundamentais que marcam nossa vida contemporânea, como amor, sexualidade, liberdade e política. JOMA é de Fortaleza, no Ceará, e faz questão de levar sua bagagem nordestina para sua arte e para o palco. “Em qualquer performance artística, eu acabo passando por estes temas. O fato de eu, nordestino, estar cantando em cima de um palco e ter pessoas me assistindo já tem um viés social”, afirma o artista.

Ele começou a trabalhar com teatro em 2004 e se mudou para São Paulo em 2010. Além das músicas, ele pretende adicionar dramaticidade à apresentação com movimentações corporais ritmadas e declamação de um poema, mesclando as linguagens artísticas. “Sempre fiz teatro pra me entender e descobrir quem sou, um processo por vezes doloroso, mas também muito divertido. Hoje performando música me vejo cada vez mais perto de quem sou e quero ser”, diz.

FICHA TÉCNICA

Intérprete: JOMA. Participação: Hannah Montada. Direção Geral: Jéssica Teixeira. Produção Executiva: Pedro Leão e Carol Henriques. Direção de Produção: Jessica Rodrigues e Victória Martinez. Direção de Arte: Daniel Beoni. Assistente de Produção: Isabella Purcino. Iluminação e Operação de Luz: Guilherme Soares. Guitarrista: Luca Grecco. Técnico e Operador de Som: Pedrita Ribeiro. Maquiagem: Daniel Beoni. Intérprete de Libras: Luccas Araujo. Coordenação de comunicação: Jessica Rodrigues. Assessoria de imprensa: Adriana Basanelli. Midias Sociais: Mateus Bruza e Jessica Rodrigues. Design gráfico: Lucas Sancho. Co-produção: Contorno Produções e Catástrofe Produções. Realização: Cubo Cultural

Serviço:

Show JOMA LOVE+

Dia 16 de junho, quinta-feira, às 20h

Centro Cultural da Diversidade

R. Lopes Neto, 206 - Itaim Bibi, São Paulo - SP, 04533-030

Duração: 40 minutos

Ingressos: Gratuitos, retirados 1 hora antes da apresentação na bilheteria.

O show contará com tradução e interpretação em libras.