Buscar
  • Luiz Vieira

2 Mililitros Cia. Teatral mescla realidade e ficção em experimento cênico virtual

Dividido em dois solos que acontecem simultaneamente FRAGILIDADE, TEU NOME É MULHER? é encenado para apenas seis espectadores por sessão. No experimento cênico online, atrizes e público utilizam diferentes aplicativos na condução da narrativa.

Fragilidade teu nome é mulher - Atriz Thiane Lavrador - crédito: Lyvia Gamerco.


Dando continuidade à pesquisa sobre as múltiplas possibilidades cênicas em plataformas digitais, a 2 Mililitros Cia. Teatral volta ao ambiente virtual para uma nova temporada do experimento cênico online FRAGILIDADE, TEU NOME É MULHER?. A reestreia, que acontece dia 19 de fevereiro, sexta-feira, em quatro sessões – 18h, 19h, 20h e 21h – foi viabilizada pelo Proac Expresso e Lei Aldir Blanc. Na montagem, com ingressos gratuitos, as atrizes Júlia Mariano e Thiane Lavrador, sob a direção de Izabel Hart, se dividem em dois solos que acontecem simultaneamente.

Em FRAGILIDADE, TEU NOME É MULHER? o público, restrito a seis pessoas por sessão, escolhe no momento em que vai adquirir seu ingresso qual história assistir: Uma em Cinco ou Vinte Por Cento. A decisão determina qual atriz irá conduzir o experimento, de forma que a história será acompanhada por aquele ponto de vista, já que os solos se desenrolam de forma independente por chamada de vídeo através do aplicativo WhatsApp.

Nessa primeira etapa, as personagens fazem um panorama da situação pela qual elas estão passando, guiando o público através de suas histórias de vida, conduzindo-o pelos espaços de suas próprias casas num jogo que coloca em xeque o que é real e o que é ficção. O desenrolar das narrativas conduz os espectadores até o segundo aplicativo, Zoom, onde o grupo de seis pessoas e as duas atrizes se encontram.


Trechos de clássicos de Shakespeare

Baseado em fatos reais, sejam eles matérias jornalísticas, estatísticas, depoimentos enviados pelo público ou até mesmo extratos biográficos das atrizes FRAGILIDADE, TEU NOME É MULHER? explora o jogo entre a realidade e a criação. A dramaturgia construída pelas atrizes Júlia Mariano e Thiane Lavrador inclui a extensa pesquisa da 2 Mililitros Cia. Teatral em William Shakespeare.

A morte precoce do filho do autor inglês e trechos de A Tempestade, A Megera Domada e Otelo foram inspirações que permeiam os solos, sendo que o próprio título do experimento é um questionamento de uma fala de Hamlet. Para a diretora Izabel Hart, os textos de Shakespeare são atemporais. “Acredito que todo o imaginário ocidental passa pelo prisma do bardo, pois sua obra aborda ações e situações inerentes ao ser humano”, conta ela.

Desde março de 2020 a 2 Mililitros Cia. Teatral está criando ações artísticas para o mundo virtual tendo realizado trabalhos em vídeo, videoconferência e até mesmo rádio. FRAGILIDADE, TEU NOME É MULHER? segue a tendência de usar mais de um aplicativo para conduzir o espectador durante a narrativa do experimento cênico. “Neste momento de isolamento social o desafio é levar para o ambiente digital a troca entre palco e plateia. Os experimentos cênicos online são uma grande oportunidade de pesquisa para essas novas demandas”, explica Hart.

Fragilidade teu nome é mulher - Atriz Júlia Mariano - crédito: Lyvia Gamerco.


Lives com convidadas

Ao longo da temporada de FRAGILIDADE, TEU NOME É MULHER?, a 2 Mililitros Cia. Teatral realiza uma série de lives com convidadas sobre temas do universo feminino contemporâneo e que dialogam com o experimento cênico. Os encontros acontecem via Instagram da companhia com transmissão simultânea para o YouTube.

A série começa dia 22 de fevereiro, segunda-feira, às 19h, com o tema Mulheres nas Artes e a participação da atriz e diretora Bia Lessa. Já no dia 8 de março, segunda-feira, às 19h, Dia Internacional da Mulher, o bate-papo será com a criminóloga, escritora e autora do sucesso Bom dia, Verônica (Netflix) em parceria com Raphael Montes, Ilana Casoy sobre Feminicídio.

A série prossegue no dia 23 de março, terça-feira, às 19h, com o tema Empoderamento Feminino e participação da atriz-MC, diretora, pesquisadora e slammer Roberta Estrela D’Alva, uma das fundadoras do Núcleo Bartolomeu de Depoimentos e do coletivo transdisciplinar Frente 3 de Fevereiro. O último encontro, dia 5 de abril, segunda-feira, às 19h, terá a presença da psicóloga clínica e psicoterapeuta Vivian R. Fernandes sobre o tema Luto após Perda Gestacional.

Sobre a 2 Mililitros Cia. Teatral

A partir da parceria entre as atrizes Thiane Lavrador e Júlia Mariano surge a 2 Mililitros Cia. Teatral. Interessadas em democratizar o acesso à cultura, as duas atrizes criam espetáculos que necessitem de pouca infraestrutura permitindo apresentações em espaços não convencionais como escolas, bibliotecas e espaços alternativos. No repertório destaque para os espetáculos Cadê? – Teatro para Bebês, concebida para bebês de 0 a 3 anos e que desde a estreia, em outubro de 2017, foi vista por mais de 500 bebês e suas famílias; e Shakespeare de Bolso, montagem para jovens e adultos que já se apresentou em diversos espaços na cidade de São Paulo como Teatro UMC, Unibes Cultural e Pinacoteca do Estado. Em 2020, durante o período de isolamento social, a 2 Mililitros Cia. Teatral realizou em abril sua primeira programação virtual, uma semana em comemoração ao aniversário de William Shakespeare com vídeos, indicações de obras, lives e bate-papos. Já em maio iniciou o quadro É de Pequenino Que Se Torce o Pepino, onde convida o público a compartilhar com o grupo histórias de suas infâncias que se transformam em material cênico em vídeos curtos disponibilizados três vezes por semana nas redes sociais da Cia. Três vídeos que partiram dessa iniciativa foram contemplados pelo Festival UP. Em junho, a programação ficou por conta do Arraiá 2ML, que contou com vídeos de curiosidades, lives gastronômicas, experimento cênico ao vivo via plataforma de vídeo conferência intitulado Breinkin Níus: O Caso do Caboclo D’Água, bingo e Cordel Elegante. No mês de julho a Cia. começou a explorar o uso de outras plataformas e, em agosto, estreou um programa de rádio com base no desdobramento do experimento Breikin Níus, trazendo outras histórias do imaginário popular contemplando o mês em que se comemora o folclore nacional.

Redes sociais da 2 Mililitros Cia. Teatral

Instagram e Facebook – @2mililitros

Youtube/2mililitros


Para roteiro:

FRAGILIDADE, TEU NOME É MULHER?

Com a 2 Mililitros Cia. Teatral

De 19 de fevereiro a 16 de abril, sexta-feira e sábado, às 18h, 19h, 20h e 21h (dia 27 de março, sábado, não haverá apresentação).

Texto – Thiane Lavrador e Júlia Mariano inspirado por trechos da obra de William Shakespeare. Direção – Izabel Hart. Elenco – Thiane Lavrador e Júlia Mariano. Voz Off – Anderson Negreiro. Trilha Sonora – Eugenia Cecchini. Assistente de Produção – Henrique Reis. Assessoria de Imprensa – Nossa Senhora da Pauta. Material Audiovisual – Lyvia Gamerco e Fernanda Caruso. Produção – 2 Mililitros Cia. Teatral. Plataformas utilizadas – WhatsApp e Zoom. Duração – 30 minutos. Classificação etária – 14 anos. GRÁTIS – Reservas de ingresso pelo sympla.com.br. Reserva para grupos fechados de seis pessoas entrar em contato pelo e-mail doismililitros@gmail.com.